Ele era o luxo automotivo da Alemanha Oriental. O Melkus RS1000, carro esportivo lançado no final da década de 60, é considerado a “Ferrari Comunista”.

O modelo possuía dois lugares, portas asas-de-gaivota e motor Wartburg de 992cm3 (3 cilindros – 2 tempos e  75cv a 4500rpm). Pesava 900kg e alcançava a velocidade máxima de 170 km/h.  Os valores de potencia e desempenho podem não ser de grande esportividade, mas era o carro mais rápido que se podia comprar naquele sistema econômico comunista.

Foram produzidos 101 carros entre 1969 e 1979. Hoje, estima-se que haja cerca de 80 exemplares no mundo.
Uma versão atualizada, chamada de RS 2000, está sendo lançado no Salão do Automóvel de Frankfurt.