Os argentinos podem ser marrentos, mas em se tratando de corrida automobilística, eles têm toda a razão de serem. Eles dão apoio comercial ao esporte automotor e fazem autódromos no meio de fazendas e até em pedreiras.

Umas das categorias (entre muitas que existem na Argentina) que chamou a minha atenção foi a Top Race V6. Ao primeiro momento, parece uma copia da nossa Stock Car, mas equipes e pilotos fazem a  TR V6 ser diferente e conquista fãs.

Apesar dos carros usarem o mesmo motor (V6 da Ford preparado pelo Argentino Oreste Berta)  e chassi, o nível de disputa é muito maior que da Stock Brasileira.

As provas são realmente emocionantes, é pega pra capar toda hora. As bolhas (carenagem) realmente são muito bem feitas, não são como da categoria brasileira que parecem ter resistência de “papel machê”.

Tem certas coisas que nós temos que baixar a cabeça para os hermanos.