No inicio dos anos 60 os britânicos ditavam a moda entre os jovens (The Beatles começava a estourar nas rádios de todo o mundo). Seus pequenos, ágeis e velozes Fastbacks tornaram-se sucesso entre o público jovem e fenômeno industrial.

Os Fastbacks britânicos (geralmente derivados dos Roadster pós-segunda guerra mundial com históricos êxitos em Le Mans e outras inúmeras provas) formam o puro espírito dos carros esportes. Fáceis de dirigir tanto para o entusiasta como para dona-de-casa, possuíam comportamento dinâmico bom o bastante até para o motorista mais exigente. Sua estabilidade era admirável (comparada aos carros de sua época) e dirigi-los era prazer garantido. O espaço interno limitado, o pequeno porta-malas e a sofrível confiabilidade técnica de matérias eram seus pontos críticos.

A Jaguar, tradição de esportividade com refinamento, possuía como representante nesta classe, o Jaguar E-Type Fixed Head Coupe (1961-1975). Este três portas não tem a mesma elegância do conversível, mas é enigmaticamente atraente. Seu desempenho era surpreendente para sua época, fazendo uma aceleração de 0 a 100km/h por volta dos 7 segundos!

AC Aceca (1954-1963) é a versão fastback do roadster Ace, que por sua vez, serviu de base a um dos carros mais carismáticos (e nervosos) da história: O Shelby Cobra. Sua carroceria, de alumínio, era muito bem feita, mas seu interior é bastante rústico.

Os MGs (Morris Garage), com seu charme e descontração, caíram nas graças dos norte-americanos e abriram caminho para outros compatriotas neste mercado. O MG B GT (1965-1975) trouxe novos padrões à marca, é o mais harmonioso Fastback britânico.

A Harrington, empresa especializada na construção de carrocerias e pioneira na produção de componentes em fibra de vidro, convertia Sunbeam Alpines em Sunbeam Le Mans (1961-1964). Mesmo não sendo modelos oficiais, são elegantes e discretos. O modelo obteve notoriedade após vencer, em 1961, a 24 Horas de Lemans (em sua categoria).

Outra marca sinônimo de charmosos e prestigiados carros esportivos era a Triumph (hoje, tem sua imagem associada apenas a motocicletas). O Triumph GT6 (1966-1973) era um atraente três portas com formato Fastback. Seu desenho era bastante agradável, em nada parecendo uma adaptação sobre o Roadster Spitfire.

Oferecem esportividade com maior segurança, comodidade e proteção contra as intempéries européia. Muitos eram exportados para os EUA, mas normas de segurança e de controle de emissões tornaram suas exportações praticamente inviáveis e em alguns casos, foram descontinuados. Assim como os Roadsters, estes Fastbacks deixaram uma legião de admiradores no mundo inteiro e são cultuados até hoje.