Arquivos para posts com tag: mercedesbenz

É difícil alguém que realmente goste de automóvel e mecânica não se surpreenda e se sensibilize com a história da Fórmula 1, da Alfa Romeo e da Ferrari, que continuou o legado triunfante da Alfa e a paixão italiana na modalidade.

Para desperta nova ou pueril paixão pelos longínquos monopostos do inicio e metade do século passado, recomendo o texto impecável elaborado pelo colunista do Blog AUTOentusiastas André Dantas.

Clique na imagem para acessar o texto e boa leitura.

Facebook  http://www.facebook.com/pages/Nerd-de-Carro/154253771251934
Tumblr http://nerddecarro.tumblr.com

Anúncios

A crise financeira na Grécia impõe sacrifícios à sua sociedade, como o aumento dos impostos (principalmente sobre bens de luxo), a redução do salário mínimo e das ofertas de empregos, que agravam as condições de vida do povo. Mesmo decididos a não abandonar a moeda única européia, os gregos não possuem perspectivas claras de seu futuro econômico.

Para manter um padrão mínimo de vida, alguns são obrigados a vender seus bens, como o cantor Stamatis Kokotas (grande sucesso no país na década de 60), que se desfez de seu Mercedes-Benz 300SL “Gull-wing” e Lamborghini Miura. Apodreciam em uma garagem de Atenas escondidos do resto do mundo.

Outros automóveis antigos, visivelmente abandonados por pura obsessão e que durante anos tinham propostas de compra negadas, surgem no mercado internacional de automóveis clássicos por causa da crise, como este estoque de carros e peças que se amontoam no fundo de um depósito.

É algo que sempre chama atenção de quem gosta do assunto e que não identifica aquilo como um amontoado de metal velho. O momento obriga o proprietário a disponibilizar a preciosa coleção, que pode ter custado uma vida inteira de trabalho.

Alfa Romeo 1900 com carroceria produzida pela Carrozzeria Touring.

Encontram-se no deposito diversos exemplares Alfa Romeo, sendo em sua maioria, modelos 1900, o primeiro Alfa a ter produção em massa. Ironicamente, através da venda deste modelo o fabricante italiano conseguiu sobreviver no mercado automobilístico europeu do pós-guerra.

O atual quadro do processo recessivo econômico que afeta a prosperidade da União Européia, aponta que Espanha e Itália estão à beira do abismo da dívida pública. Podem ser os próximos endereços da liquidação de automóveis antigos.

Facebook  http://www.facebook.com/pages/Nerd-de-Carro/154253771251934
Tumblr http://nerddecarro.tumblr.com

Há muito tempo não vejo um salão internacional do automóvel com lançamentos e protótipos tão fantásticos e numerosos. Veja algumas das estrelas do 2010 Paris Mondial de L’Automobile:

É apresentado ao publico a nova geração do Mercedes-Benz CLS, um pseudo-cupê com uma dianteira que tem a cara da Mercedes que imaginava para o século XXI. Destaque para sua traseira “rápida” e linhas laterais que me remetem aos 320 da década de 30.

O conversível 599 de série limitada chamada SA Aperta é uma homenagem da Ferrari a Sergio e Andreia Pininfarina. Mantém os diferentes aerofólios laterais do GTB Fiorano.

A volta de um Mini aos Rallys me alegrou, mas gostaria que fosse um Cooper.

Se o Range Rover Evoque for sucesso de vendas, será a consagração de uma nova classe de automóveis, fundada pelo BMW X6: os grandalhões não utilitários. Lembram-me os enormes e egoístas cupês americanos dos anos 50 com suas posições de dirigir alta.

Quase o desempenho de um GT3 com o conforto de um Carrera S, é o que promete o Porsche 911 Carrera GTS. Ainda de bandeja, a Porsche lançou um saudosista Speedster com a mecânica do GTS. Com o câmbio PDK, que oferece o mais moderno e ergonômico meio de se trocar marchas através de comandos atrás do volante (algo que o GT3 não oferece por ser mais purista), leva 4,2 segundos na aceleração da imobilidade a 100 km/h.

A Lotus apresenta cinco conceitos, renovando totalmente sua linha. O novo Elise, programado para 2015, vai sacrificar o lema de leveza do atual Elise e do fundador da Lotus, Colin Chapmam (Frases de Colin: “Para ganhar velocidade, adicione leveza” e “Aumentar a potência deixa você mais rápido nas retas; subtrair peso deixa você mais rápido em todo lugar”).

Outro modelo apresentado que renega o legado Lotus é o Eterne. Mais um que segue a moda dos “supercupês” de quatro portas, como Porsche Panamera e Aston Martin Rapide.

Parece que a atual proprietária da Lotus, a malaia Proton, só quer manter a tradição apenas nos nomes dos seus automóveis Lotus, como o novo Elite, um futuro conversível com capota rígida que será lançado em 2014, o “deformado” Elan e o arrojado Esprit. Os dois últimos modelos mencionados são para 2013.

Quem reservou uma interessante surpresa foi a Jaguar com seu C-X75 que celebra os 75 anos da marca. Um belo carro-conceito que tem linhas que fazem lembrar grandes carros do passado da Jaguar ( como a traseira do XJ13,  a entrada de ar frontal do E-Type e vidros laterais do XJ220), mas sua harmonia resulta em um visual de um superesportivo ultrapassado. Surpreende positivamente sua  propulsão por turbinas a gás, que auxilia motores elétricos nas rodas e geram uma trituradora retomada (80 a 145km/h) de 2,3 segundos!

E finalmente, o tão aguardado carro dos teasers misteriosos da Lamborghine foi revelado. O não tão fotogênico, nas imagens oficiais, Sesto Elemento Concept impressiona mais pela a vasta utilização de fibra de carbono reforçado com plástico do que o seu desenho “Reventón Evolution”. Propõe uma nova guerra entre os superesportivos atuais: o do menor peso-potência.  Obtendo uma relação de 1,75kg/cv, desempenha uma aceleração de 0 a 100 km/h em 2,5 segundos!

Se futuramente uma derivação deste Lambo tiver estes mesmos valores e seja fabricado em série, aguardamos ansiosamente os resultados dinâmicos em algum race track, como Autozeitung test track, Top Gear track, Hockenheim ou Nordschleife . Caso seja o esperado, uma festa de coroamento no mundo automobilístico será realizada.

Fotos: AOL

A empresa norte-americana Becker Automotiva Design transforma vans e SUVs em escritórios móveis blindados com o conforto de um jato executivo. Entre seus clientes estão Edgar Bronfman Jr., Tiger Woods e os reis Abdullah II da Jordânia e Hamad bin Isa Al Khalifa do Bahrain.

Entre as opções disponibilizadas, a que mais chama nossa atenção é a JetVan.

Por fora parece um normal Mercedes-Benz Sprinter, mas seu interior é luxuoso e elegante, usa tecnologia e recursos derivados da indústria aeroespacial, como: sistema de iluminação do ambiente controlada por LEDs, telefone via satélite, persianas elétricas e poltronas reclináveis com descasos para pernas iguais as da primeira classe das melhores companhias de aviação. Pode ser equipado com monitores de LCD de 32 a 40 polegadas, som surround 7.1, geladeira, fax, internet de banda larga e até banheiro. Mas o grande destaque e diferencial das limousines é o fato de se poder andar ereto e com facilidade em seu interior.

 Podemos dizer que essa é a verdadeira carruagem do século XXI.

Facebook  http://www.facebook.com/pages/Nerd-de-Carro/154253771251934
Tumblr http://nerddecarro.tumblr.com

O Antigomobilismo brasileiro deu seus primeiros sinais no começo dos anos 60 com Og Pozzoli e mais 11 colecionadores como Roberto Lee, Eduardo Matarazzo e Angelo Martinelli, que fundaram o Veteran Car Clube do Brasil em uma época que possuir carros antigos era considerado coisa de maluco.

Og Pozzoli além de ser um dos maiores empresários do ramo de impermeabilização no Brasil (trabalhou com Niemeyer na construção de Brasília) é também um grande apaixonado por automóveis antigos. Esta perto de chegar à segunda centena de carros na sua coleção, uma das maiores e mais importantes do mundo.

Também teve participação ativa nos primeiros encontros nacionais de São Lourenço, Poço de Caldas e Araxá. Dentro do antigomobilismo é respeitado e querido, é sócio honorário de vários clubes de carros antigos no Brasil.

Um pedaço da história do Brasil passa pela coleção de Og Pozzoli, como por exemplo, a Mercedes-Benz de 1939 que veio ao Brasil como um presente de Adolf Hitler ao diretor do Deutsche Bank, pintada nas cores do partido nazista (O diretor mandou pintar o carro de azul, que depois de restaurado por Og voltou às suas cores originais) e o Ford 1949 vermelho de Getúlio Vargas, que foi pintado de branco por Vargas porque na época a cor vermelha era de uso exclusivo do Corpo de Bombeiros.
A coleção está dividida em cinco garagens e entre elas esta a garagem de veículos presidenciais. Nesta garagem presidencial os veículos que chamam mais a atenção são o Itamaraty Limousine que era utilizada pela presidência da república, governadores de estados e ministérios, um Cadillac 1959 azul claro igual ao do Elvis Presley, uma Limousine Chrysler idêntica a do presidente Roosevelt a qual só existe outra igual no mundo que está em um museu em Washington D.C. e um reluzente Lincoln 1938, de 12 cilindros, da série K, que conduziu o Papa João Paulo II em sua primeira visita ao Brasil em 1980, tendo como “piloto” o próprio Sr. Og Pozzoli.

É provável que esta rara coleção não tenha o mesmo fim trágico da coleção de Roberto Lee: “_ Os meus filhos sempre participaram dos Encontros e todos cresceram dentro de autos antigos, todos gostam de participar e todos hoje dirigem, também carros antigos.” Diz Og Pozzoli.

FONTES:
AUTOentusiastas
Aqui tem Coisa
MB Classic
Portal AUTOCLASSIC
Carangos & Afins
Antigos Verde Amarelo

Facebook  http://www.facebook.com/pages/Nerd-de-Carro/154253771251934
Tumblr http://nerddecarro.tumblr.com

Lembro-me que foi paixão à primeira vista ver aquele reluzente carro negro, com lanternas estriadas e grandes faróis retangulares com duplo refletor ladeando uma tradicional grade cromada na capa da revista Quatro Rodas de 1990 (apesar de que era fácil se apaixonar pelas sensacionais fotografias das capas da revista no inicio da década de 90)

Era uma Mercedes-Benz 190 E 2.3-16 (185cv, 0-100km/h em 7s5 e máxima de 230km/h), que foi lançado em 1983 e seus protótipos foram exaustivamente testados, batendo vários recordes de resistência.
Seu motor foi desenvolvido em conjunto com a empresa britânica Cosworth para o Campeonato Mundial de Rally, mas acabou sendo utilizado na DTM (Campeonato alemão de carros de turismo) e virou um motor de produção regular.

Este carro trouxe a Mercedes-Benz de volta as competições automobilísticas (desde o fatídico acidente nas 24 horas de Le Mans de 1955 a fábrica alemã oficialmente não competia). Como o regulamento da DTM exigia a produção limitada para uso em rua dos carros que competiam, a Mercedes apresentou em 1989 o 190 E 2.5-16 Evolution (204cv, 0-100km/h em 7s2 e máxima de 235km/h), com alterações no motor, suspensão, freio e estilo (com pára-lamas alargados e aerofólio maiores) para encarar o novo arquiinimigo de DTM, a BMW M3 Sport Evolution.

Em 1990 foi mostrado o 190E 2.5-16 Evolution II (235cv, 0-100km/h em 7s1 e máxima de 250km/h). Seu destaque era, além do aumento de potência, seu enorme aerofólio traseira regulável, spoiler no vidro traseiro e rodas Speedline de 17 polegadas. Preparado pela AMG, a versão de competição conseguiu ser bicampeã na DTM (1991 e 1992).

O ótimo blog AUTOentusiastas conta a fundo a história deste envenenado Baby Benz. Clique na imagem para acessá-lo.

Facebook  http://www.facebook.com/pages/Nerd-de-Carro/154253771251934
Tumblr http://nerddecarro.tumblr.com